A copa do humor involuntário

A grande invasão já começou! Nos próximos dias, um exército de comentaristas esportivos toma de assalto, em definitivo, a programação de TV no Brasil. O direito de dizer ao vivo o que lhes vem à telha a qualquer hora do dia e da noite torna muito mais divertida a cobertura jornalística das copas. Seguem algumas pérolas capturadas nas transmissões de 2006, direto da Alemanha:

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2010 | 01h21

"A torcida grita Deutschland, ou seja, Alemanha em alemão", Cléber Machado (Globo).

"Traduzindo para o português, "toco e me voy" quer dizer não tá mais comigo", Maurício Noriega (Sportv);

"Hoje, o Felipão é tão adorado em Portugal quanto Pedro Álvares Cabral", Marinho Peres (Sportv);

"A Alemanha lembra o Rio Grande do Sul!" - Luciano do Valle (Band);

"A Copa é um ser vivo", Paulo Calçades (ESPN);

"O que Gana tem de bom na frente, tem de ruim atrás", Falcão (Globo);

"Se caprichar a coisa entra", Casagrande (Globo);

"A tomada por trás é mortal para o árbitro", José Roberto Wright (Sportv);

"Sou contra blog, mas esse negócio de palestra motivacional também é dose", José Trajano (ESPN);

"Nós, aqui, estamos em busca de Pasárgada", Márcio Guedes (ESPN);

"Se macumba fosse coisa boa, o nome não seria macumba, seria boacumba", Muller (Band);

"Faltou liderança e insubordinação", Marcelo Barreto (Sportv);

"Eu concordo com tudo que a Fátima Bernardes diz", Galvão Bueno (Globo);

"É nós na Fifa", Edu Elias (ESPN);

"Hexa doeu, Brasil!", Turma do Casseta & Planeta (Globo).

Esfriamento global

Faltou, decerto, sustentabilidade ao casamento de Al Gore. O relacionamento com Tipper chega ao fim após 40 anos de uma convivência feliz que precisa ser preservada pela separação.

Ciúmes de primeira-dama

Depois que Paul McCartney cantou para Michelle Obama na Casa Branca, d. Marisa Letícia não dá sossego a Lula. Quer porque quer que Chico Buarque vá cantar para ela no Palácio da Alvorada.

São Pauloludum

Alguns dos 14 trios elétricos que na quinta-feira animaram a Marcha para Jesus na zona norte de São Paulo voltam hoje à Av. Paulista no sacode da Parada Gay. Em matéria de mercado, o Corpus Christi na cidade já é quase tão atraente quanto o Carnaval de Salvador.

Basta!

Martinho da Vila perdeu eleições na Academia Brasileira de Letras para Geraldo Holanda Cavalcanti, que nunca escreveu um samba na vida. Por essas e por outras é que o Ziraldo desistiu de concorrer à imortalidade.

Ô, raça!

A presença da brasileira Iara Lee nos navios de ajuda humanitária atacados por Israel a caminho da Faixa de Gaza confirmam o que muita gente já desconfiava: tem cineasta paulista em todo lugar do mundo.

Peralá!

Os jornalistas italianos - ô, raça! - não têm mais o que inventar: não está rolando nada entre Dunga e a filha do Mandela. E não se fala mais nisso, ok? Só porque ele a recebeu na concentração, caramba?!

Incontestabilidade

Até que surja discurso melhor, há que se dar razão ao Lula quando diz que "pacabá com a guerra precisa de comida pacomê, pocausdequê não é com armas que se promove a paz". Pena que não dá para traduzir pro inglês, né?

Jogar sem bola

Liminar pode tirar a bola da estreia do Brasil na Copa. A CBF estuda a possibilidade do recurso jurídico, tantas foram as reclamações entre os jogadores brasileiros na África do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.