'A falta de infra-estrutura não afeta apenas turistas, mas também muitos moradores'

Carta aberta à população que ama Praia Grande, turistas e autoridades

Alexander Ramos, engenheiro Civil, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2008 | 18h34

Quem veio a Praia Grande neste fim de ano testemunhou o caos que se instala em nossa cidade nas altas temporadas. Além dos imensos congestionamentos, sofremos com falta de segurança, água, saneamento básico e informação (que alertasse a população sobre a infestação de águas-vivas, por exemplo). Mas a precariedade da infra-estrutura não afeta somente os turistas. Muitos moradores ainda não têm acesso a saneamento básico, asfalto, emprego, nem perspectivas de um futuro melhor. Esse é o ponto de partida dos problemas do nosso e de outros municípios, pois condições precárias de vida causam insatisfações e levam a graves conseqüências, como o aumento da violência. Penso que a culpa não seja só das autoridades locais, mas também das estaduais, que precisam estar atentas às crescentes demandas da região. Apesar do grande aumento populacional, não é feita uma ampliação na rede da Sabesp há pelo menos 30 anos. A população também tem sua parcela de responsabilidade. É lamentável presenciar o lixo que deixa em nas praias e ruas. Importante frisar que os turistas têm todos os direitos de cidadão. Afinal também contribuem com o caríssimo IPTU e não merecem sofrer com falta de água ou energia. O caos do trânsito, além de falta de respeito, é um risco para a população. Se houver necessidade de remoção médica de urgência, ou a família paga por um helicóptero, ou pode começar a rezar. Uma simples coordenação entre os municípios vizinhos e a Ecovias, com a sincronização dos faróis abertos na região mais crítica criando assim uma "onda verde", ajudaria a minimizar os problemas. Peço aos governantes que façam essas reflexões e procurem, com o "poder da caneta", melhorar a qualidade de vida de todos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.