A ONU vai para o trono ou não vai?

AMBULATÓRIO DA NOTÍCIA[br]Unidade de tratamento para quem sai mal na foto

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2009 | 03h10

Assembleia-Geral da ONU é sempre assim: uma espécie de "Se vira nos 30" de chefes de Estado. Como no bloco dedicado a calouros do Domingão do Faustão, não estão ali os melhores, nem os mais talentosos seres do planeta, mas todos têm um tempinho para fazer seu número internacional. Pode ser um truque, uma graça, uma careta assustadora, uma imitação de George Washington ou só pose de Napoleão Bonaparte. Vale, também, mímica pacifista, ilusionismo democrático ou pura maluquice de estadista.

Gafe, grito de alerta, grosseria, apelo dramático, delírio, gaguejada, proposta de desarmamento, erro de figurino, ameaça de sanção, tropeção ou mero exibicionismo de oratória, vale tudo para aparecer numa multidão de estadistas como essa que se reuniu dia desses em Nova York.

Nada do que surge nas Nações Unidas, assim como no Domingão do Faustão, tem compromisso com a posteridade. Vale a foto do dia seguinte, e olhe lá! Ano que vem, ninguém vai se lembrar que Muamar Kadafi passou uma hora e meia tentando dizer que estava ali só para dar cartão vermelho à humanidade. Justiça seja feita à conversa fiada do líder líbio, Barack Obama também falou que "é tempo de o mundo se mover em direção a uma nova era de respeito mútuo e interesses comuns", sem explicar se vamos fazer isso caminhando e cantando ou só de mãos dadas.

Mas até que, para programa de calouros, esta última Assembleia-Geral da ONU não foi das piores. Ou não, né?

Fogo às vestes

José Sarney anunciou na quinta-feira, sem mais nem menos, que decidiu extinguir 500 cargos no Senado. Isso quer dizer o seguinte: vai acabar arrumando inimigo na própria família! Se as vagas não estavam ocupadas, pior ainda: o senador terá que explicar aos parentes por que, né?!

Boca a boca

Andressa Soares, a Mulher Melancia, submeteu-se a um procedimento de lipoaspiração dos glúteos na véspera do anúncio da decisão do governo de mexer nas grandes poupanças, mas uma coisa não tem, evidentemente, nada a ver com a outra. E não se fala mais nisso, ok?

Viver a vida

Chico Buarque mandou flores para José Mayer. A volta do galã ao horário nobre devolveu ao compositor a paz de andar por aí sem o risco de a toda hora tropeçar na mulherada pelo caminho. No momento, tem um tipo de moça na praça que só tem olhos para o Marcos de Viver a Vida!

Começa assim!

Os sites de celebridades noticiaram dia desses que a filha de Tom Cruise já anda por aí de salto alto aos 3 anos de idade. Por muito menos, a Justiça do Ceará deixou uma semana no xilindró aquele turista italiano que deu duas bitocas na filha numa praia de Fortaleza. O ator que não se meta a besta de passear com a família por lá!

Via das dúvidas

Seguro morreu de velho! O ministro Carlos Minc tem sido aconselhado em Brasília a levar o Mantega quando, afinal, for a Campo Grande (MS) enfrentar o governador André Puccinelli.

Mão de Deus

Ao sair do PMDB para ingressar no Partido Social Cristão, o senador Mão Santa deu mais um passo importante para virar santo no Piauí. Como se já não bastasse o testemunho de Adalgisa, a santa que o desposou.

Nem ficando

Não está rolando nada entre o chanceler Celso Amorim e a secretária de Estado Hillary Clinton! Essa turma do G-20 não tem mais o que inventar, né não?

Sem samba

Que diabos faz a sambista Beth Carvalho entre os 60 "intelectuais" que assinaram manifesto contra a CPI dos repasses de recursos da União para o MST? Vai acabar arrumando confusão com a diretoria da Mangueira de novo!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.