A pandemia da má notícia

Por conta da doença da ministra Dilma Rousseff e da gripe suína, a má notícia baixou enfermaria no fim de semana passado em busca de um diagnóstico mais apurado para a sucessão de coisas ruins que assola o planeta. Nenhuma outra epidemia atinge tanta gente a todo instante nos quatro cantos do mundo quanto a crônica das primeiras páginas de jornal. A cada edição, uma recaída. Essa do maluco que atropelou 17 tentando atacar a família real holandesa no Dia da Rainha, francamente, precisa ser muito doente, né não?

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2009 | 22h45

Como se não bastassem a General Motors, o Silvio Berlusconi, o baixo clero, o Daniel Dantas, os espiões russos na Otan, a volta do Ratinho, o roubo das fotos íntimas de Carla Bruni, o Rubinho Barrichello, a viagem de Heráclito Fortes à Polônia, os gols contra do Emerson, os rasantes do avião presidencial americano sobre Nova York, a prole de Fernando Lugo, a risadinha do Gilmar Mendes, as taxas de desemprego, o atirador que matou 12 em universidade do Azerbaijão, a mãe que pagou pra se livrar do cadáver da filha no Rio, a queda do superávit, o crescimento das favelas, o suposto atentado contra Evo Morales, o preço dos ingressos no Pacaembu, o degelo, o tráfico, o destino dos presos de Guantánamo e os engarrafamentos em São Paulo.

O bom de toda má notícia é que haverá sempre outra pior para sucedê-la, o que nos permite não dar tanta importância à iminência da pandemia. Duvido que a tal gripe suína resista mais uma semana nas manchetes. O fim do mundo, esse sim, não tem data para acabar!

Solteirão

As velhinhas de esquerda estão numa excitação que só vendo. Também, pudera!

Rubem Fonseca largou a Companhia das Letras e periga ir sozinho à Festa Literária de Paraty.

Cotidiano

A vida no Paraguai vai retomando sua rotina de tédio. Há mais de uma semana não aparece um novo filho do presidente Fernando Lugo.

Cena de novela

Amigos de FHC estão preocupados! O ex-presidente anda tão à flor da pele que chorou feito criança lendo a carta de demissão de sua filha Luciana despedindo-se do senador Heráclito Fortes. Pode?

Perdeu a graça

Precursor no uso de máscaras contra vírus em público, Michael Jackson está largando o hábito. Parece que vai comprar uma bolha!

Gênio da raça!

O senador Álvaro Dias construiu um pensamento flex: "A questão da relevância é relativa!" Serve para qualquer tipo de conversa, inclusive para aquelas movidas a álcool!

Concorrência

O PT teve bons motivos para adiar o retorno de seu ex-tesoureiro Delúbio Soares. Não dá para concorrer com a volta do Ratinho ao SBT!

Serafim do mundo

Já não se faz mais socialista como antigamente. Ao apagar das luzes da farra das passagens, o deputado Marcelo Serafim (PSB-AM) gastou, em abril, R$ 12 mil em táxi aéreo. Só se fala disso nos afluentes da margem esquerda do Rio Amazonas.

Pindaíbanews

A notícia de que um filho do playboy Jorginho Guinle foi aprovado no concurso público para agente carcerário do Rio deu uma esperança à alta sociedade carioca. É bom saber que, na pior das hipóteses, serão ao menos tratados com educação.

A gente, quem?

Pela declaração de renda de Nizan Guanaes, o publicitário é dono das agências Africa, Loducca, MPM, B\Ferraz, Hello Interactive, Mondo, NewStyle, ReUnion, Sunset, Tudo, Magia Brasil, N Idéias e DM9DDB. Ou seja, o cara tem feito muito mais coisas que a gente.

Trégua enganosa

Foi bonita a festa em desagravo a Gilmar Mendes no STF, mas enganam-se os que pensam que isso pacifica a mais alta corte do País. O ministro continua com aquela história de "seus capangas do Mato Grosso" atravessada na garganta. Vai ter forra!

Princípio de pânico

Entreouvido numa roda de cariocas apavorados com o avanço da gripe suína: "Bons tempos aqueles em que as pessoas usavam máscara para assaltar!"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.