A pulseira eletrônica para controle de presos vai funcionar?

Prática depende de consentimento do presoO governo de São Paulo publica no Diário Oficial a lei do monitoramento de presos, que prevê "uso de telemática e meios técnicos" para a vigilância de condenados por crimes graves, como tortura, tráfico, terrorismo e crimes hediondos. A lei só valerá mediante parecer favorável do Ministério Público e com a aprovação do próprio preso. A Secretaria de Administração Penitenciária é quem implementará e fará a manutenção da monitoração eletrônica.Resultado da enquete:Sim> 62%Não> 38%

O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2008 | 23h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.