Dentro do mais puro breu

dança

Helena Katz, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2007 | 01h41

"A coisa ficou preta. É de violência e barbárie que o Grupo Corpo trata em Breu, a nova criação, que estréia sua já tradicional temporada paulistana de duas semanas no Teatro Alfa no dia 1º, onde se apresenta até dia 12. Breu tem uma trilha originalmente composta por Lenine, coreografia de Rodrigo Pederneiras, figurinos de Freusa Zechmeister e iluminação e cenografia de Paulo Pederneiras. A inteligente logotipia escolhida para a palavra ?breu? é uma obra em si mesma."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.