E o Oscar de melhor roteiro de notícia vai para...

Falar em crise de criatividade do cinema mundial em dia de cerimônia de entrega do Oscar é, evidentemente, coisa de gente que não gosta de carnaval. Ou não estaríamos aqui procurando entender por que a arte que melhor imita a vida está perdendo a capacidade de surpreender o ser humano. Qual foi a última vez que você viu na sala escura um roteiro tão impressionante e sofisticado quanto o da crônica que o noticiário exibiu à luz do dia sobre o drama psicológico da brasileira Paula Oliveira em Zurique? Fica muito difícil fazer ficção diante desse gênero de realidade desconcertante cada vez mais frequente na imprensa. Paula, todos se lembram, chegou às bancas com Alfie, o inglesinho de 13 anos - carinha de 9 - que disputava com sete ou oito amiguinhos a paternidade do bebê de uma mãe de 15 - carinha de 23. O Reino Unido não dava tanta atenção a uma história desde o penúltimo filme de James Bond.Sem querer tomar as dores dos roteiristas - ô, raça! -, a culpa não é de todo deles. Os carnavalescos também não sabem direito o que fazer para inventar algo mais impactante do que a vida como ela é. De casos curiosos como os de Benjamin Button (o último filme que me surpreendeu), o inferno está cheio. PreconceitoA charge publicada pelo jornal americano New York Post relacionando Barack Obama à figura de um macaco não é uma ofensa isolada do gênero. Na semana passada, a revista britânica The Economist chamou o senador José Sarney de dinossauro.SolidariedadeLuiza Brunet, a exuberância da mulher descasada em pessoa, ficou desse jeito depois que se separou do marido argentino. O que mais a gente poderia dizer pra dar uma força a Marta Suplicy neste Carnaval? Nessas circunstâncias vale inclusive mentir!ClassificadosQuem está procurando emprego precisa se informar direitinho sobre o que fará o embaixador do Brasil em Antígua e Barbuda, no Caribe, mas a vaga está aberta, viu! A outra opção é o posto em Bangladesh, mas a cor do mar lá não é a mesma coisa. Debate 2010Venenoso como ele só, o presidente Lula passou a semana perguntando que diabos José Serra foi fazer no Paraná. Ora bolas, todo mundo sabe do gosto do governador por Cascavel. E vice-versa!PreliminaresEntreouvido numa mesa de louras num barzinho da Savassi, em Belo Horizonte: "O Aécio é bom mesmo nesse negócio de prévias". Quase sai briga!Trio carnavalescoA corrupção no PMDB pode ser enredo de escola de samba em 2010. A ideia é juntar Jarbas Vasconcelos à dupla Joãosinho Trinta e Oscar Niemeyer, que já desenvolve projeto para levar ao sambódromo os 50 anos de Brasília.Nem aí!Preocupada com a sucessão na Coréia do Norte, Hillary Clinton não teve tempo na Ásia de ficar pensando que diabos o marido fazia em Nova York. O casal tem tudo para sair desse governo mais forte do que entrou. Mal comparandoA imprensa deu esta semana mais atenção à batida de submarinos nucleares da Grã-Bretanha e da França no Oceano Atlântico do que à colisão de um caveirão do Bope com o helicóptero do governo do Rio no pátio do Batalhão de Choque da PM. O gênero de lambança, convenhamos, é o mesmo.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2009 | 02h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.