Espécie não evolui desde Christiane Torloni

AMBULATÓRIO DA NOTÍCIA[br]Unidade de tratamento para quem sai mal na foto

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2009 | 00h02

Entre as festinhas que essa semana comemoraram os 50 anos de Zeca Pagodinho, os 100 de Carmen Miranda e os 200 de Abraham Lincoln, os dois séculos de nascimento de Charles Darwin foram celebrados com maior destaque na mídia por conta de outra efeméride: os 150 anos da teoria que popularizou o naturalista britânico em todo o mundo. Polêmica religiosa à parte, questiona-se hoje o emprego do termo "evolução da espécie" para explicar o desenvolvimento humano a partir do ancestral comum aos macacos. O homem, tal qual é descrito no noticiário, está mais parecendo um rato, né não?Não exatamente por causa desses trotes de boas-vindas ao ensino superior à base de cachaça, fezes de animais e degradação física de calouros. Nessa mesma geração, a internet acaba de reinventar o tráfico desavisado, quase inconsciente de ecstasy. Nada parece esquisito quando, cem horas depois da barbárie que uma jovem brasileira protagonizou na segunda-feira em Zurique, na Suíça, o mundo ainda não entendia se teria sido tortura ou automutilação, neonazismo ou sadomasoquismo, intolerância ou delírio. Evoluímos pra isso?!Graças a Deus, ninguém puxou o assunto no jantarzinho indiano que marcou o aniversário de Christiane Torloni na última quarta-feira. O filé de dourado ao molho curry acompanhado de purê de banana e palmito grelhado resgatava, de certa forma, a sensação de Paraíso. O homem não pode perder isso de vista. Órfão de mãeO pacote de medidas de estímulo à atividade econômica de São Paulo, anunciado na quinta-feira pelo governo do Estado, guarda uma diferença básica em relação ao Plano de Aceleração do Crescimento do Palácio do Planalto: O "PAC do Serra", como é chamado nos bastidores, não tem mãe! Tem? Ah, bom!A Superintendência da Polícia Federal no Acre classificou como "crime comum" o praticado por aqueles índios do Amazonas que comeram o fígado, o coração e uma coxa da vítima depois de uma bebedeira daquelas. O canibalismo, no caso, teria sido mero tira-gosto da balada.Top modelO ex-presidente Fidel Castro deixou-se fotografar na quinta-feira, em Havana, na companhia d a presidente do Chile, Michelle Bachelet e, assim, calou os boatos de que teria sido demitido do cargo de garoto-propaganda da Adidas. Vestia, na ocasião, o agasalho da nova coleção da marca esportiva.Coqueteleira Do presidente Lula, explicando seu último chilique com a imprensa: "Tem dia em que a gente acorda virado e, se cair um pingo de suor no copo, vira limonada". Se acrescentar vodca ou cachaça, já viu, né?Velhos amigosSe você nunca tinha ouvido falar em Edmar Moreira ou só lembrava do deputado do castelo vagamente - talvez de algum Circo Parlamentar de Inquérito -, não se iluda: tudo o que acabamos de descobrir a respeito do personagem é pinto perto do que sabem a respeito dele os que o elegeram corregedor e 2º vice-presidente da Câmara. Essa história de ovelha negra do DEM, francamente, nem o mais ingênuo dos eleitores acredita nisso. Dúvida cruelE o vestidinho balonê da primeira-dama americana na homenagem a Abraham Lincoln, hein?! Se fosse aqui no Brasil, a imprensa não perdoaria a mulher do presidente. No mundo inteiro, entretanto, o povo começa a ter sérias dúvidas sobre o bom gosto de Michelle Obama. Capa da Vogue de março, ela diz à reportagem da revista que não se deixa influenciar pela moda: "Eu visto o que eu gosto!" Se isso é bom ou não, vai depender muito do desempenho do marido no governo dos EUA. O tempo da simpatia incondicional pelo casal já era!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.