Frases

"Deus nos livre do desemprego"José Alencar, vice-presidente, manifestando seu temor de que a crise mundial leve à falta de empregos no País"Não estamos fazendo estatização"Guido Mantega, ministro da Fazenda, em referência à compra do Banco Votorantim pelo Banco do Brasil "Tenho problema de azia"Presidente Lula, admitindo que não faz parte de sua rotina ler jornais e revistas "Eu me sinto vítima como são vítimas milhares de brasileiros"José Aníbal, líder do PSDB na Câmara, ao revelar que foi alvo do esquema de venda ilegal de informações confidenciais"Se a máquina elegesse, a Hillary seria presidente dos EUA"Osmar Serraglio, deputado, justificando o pedido de votos no seu nome na eleição para a presidência da Câmara "Eu já fui bandido, mas hoje sou um indivíduo totalmente recuperado"Hosmany Ramos, ex-cirurgião plástico condenado a mais de 30 anos de prisão, justificando por que não retornou à prisão após o indulto de Natal "Depois de 20 de janeiro, terei muito a dizer sobre a questão"Barack Obama, presidente eleito dos EUA, ao romper o silêncio sobre Gaza"A Venezuela está bombando"Jon McClure, músico da banda britânica Mongrel, anunciando a intenção de gravar uma música com o presidente Hugo Chávez"Pelo que vale a pena morrer?"Trecho do rap que Bakhtawar, filha da ex-premiê paquistanesa Benazir Bhutto, compôs para falar sobre o assassinato da mãe "Deve-se moralizar o capitalismo, não destruí-lo"Nicolas Sarkozy, presidente francês, insistindo na necessidade de reformas no atual sistema financeiro"O único verdadeiro problema para ele (Adriano) é o frio"Gilmar Rinaldi, agente do jogador, desmentindo notícias de que o brasileiro deixaria o Inter de Milão"O samba era coisa do malandro, do boêmio, do vagabundo"DJ Malboro, em referência a projeto de lei que propõe o funk como expressão cultural, criticando o preconceito contra o movimento

O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2009 | 00h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.