Frestas e fragmentos de Vera Sala

''''O que há de mais instigante no novo projeto de Vera Sala, Disposições Transitórias ou Pequenas Mortes, em cartaz no Sesc Paulista, é seu formato. Porque é justamente esse outro jeito de apresentar dança que nos conta das questões que agora importam na pesquisa da artista. Trata-se de um experimento ao qual ela nomeou de ''''instalação coreográfica'''', e que procura discutir o espetáculo como uma maneira única de apresentar idéias. Um estágio precioso no percurso de uma artista que, com a discussão que está agora propondo, revitaliza a arte contemporânea.''''

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.