Gostaria de dedicar o prêmio também à outra juventude, pela revolução tunisiana, por sua aspiração de viver e se expressar com liberdade

ABDELLATIF KECHICHE, cineasta franco-tunisiano, premiado no Festival de Cannes por A Vida de Adèle, filme que mostra o romance de duas jovens

O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2013 | 02h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.