Mão dupla

Frédéric Mitterrand

O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2009 | 01h17

MINISTRO FRANCÊS

Depois de defender a libertação do cineasta Roman Polanski, preso sob acusação de ter mantido relações sexuais com uma garota de 13 anos, Mitterrand vê seu passado polêmico voltar à tona. Ele é acusado de pedofilia e de ter praticado turismo sexual. Mitterrand admitiu ter pago para fazer sexo com rapazes. O escândalo pode derrubá-lo do cargo.

Herta Müller

ESCRITORA

A romancista alemã conquistou o Nobel de Literatura. Por retratar o desamparo e a voz das minorias de forma "poética e com objetividade", como justificou a Academia Sueca, Herta levou o prêmio no valor de US$ 1,4 milhão. A 12.ª mulher a receber o prêmio tem apenas uma obra publicada em português, O Compromisso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.