Mark Penn

EX-ASSESSOR DE HILLARY

O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2008 | 22h11

Pressionado por se reunir com a embaixadora colombiana em Washington para discutir o tratado de livre comércio entre EUA e Colômbia - acordo a que Hillary Clinton se opõe -, o estrategista da campanha da democrata renunciou. Foi dele a idéia de vender Hillary como a candidata "experiente" e sua saída é mais um golpe na já fragilizada candidatura da senadora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.