DELÚBIO SOARES, ex-tesoureiro do PT, em memorando aos ministros do STF, negando o mensalão, que começará a ser julgado no dia 2 de agosto. Um dos 38 réus do processo, Delúbio pode pegar até 12 anos de prisão, além de ficar inelegível por até 15 anos. "Não há nenhuma relação entre o repasse do dinheiro e o apoio ao governo, o que desnatura o falacioso 'mensalão'", escreveu

22 de julho de 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.