Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação
Divulgação

O poder é mais embaixo

Uma advogada de Chicago que resolve tirar um ano sabático para esvaziar a mente de leis e processos e preencher o espírito com arte. No caso, fotografia, uma paixão antiga. "Mas a The New York Times Magazine me ofereceu um trabalho como free-lancer. Aceitei achando que seria temporário, porque nunca aspirei a mudar de carreira e de vida. Dei sorte." Eis Stacey Baker, editora assistente de fotografia da prestigiosa revista semanal do Times e autora do projeto CitiLegs, no qual fotografa pernas de mulheres. A seguir ela conta onde, como e por quê.

Christian Carvalho Cruz, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2013 | 02h17

Por que fotografar pernas de mulheres?

STACEY BAKER - Como quase todas as mulheres, sou crítica com meu corpo. Umas gostariam de ter a cintura menor, outras os peitos maiores. Eu sempre quis ter pernas mais longas. Então passei a observar as pernas femininas. E com tantas pessoas caminhando em Nova York... Bem, há muitas pernas para ver aqui. O primeiro par eu fotografei no saguão do Waldorf Astoria Hotel, em março, porque gostei do casaco da mulher. Depois fotografei uma garota em Londres e outra no Central Park. Sempre pedindo autorização. Em todos esses casos fui atraída pelo que elas vestiam, ou pelo formato das pernas, ou pela postura das mulheres. Mas só mais tarde pensei em criar um projeto. Já são mais de 400 fotos.

O que as pernas dizem sobre uma mulher?

STACEY BAKER - A forma das pernas, como a mulher para e o que ela veste são reflexos de quem ela é. Essa coleção de tipos de pernas e estilos podem se tornar um documento interessante de nossa época. Recentemente mostrei as imagens ao David Strettell, dono da editora Dashwood Books, e ele disse: "O que eu gosto é que, apesar do tema, as fotos soam dessexualizadas". Uma das forças do trabalho está nisso. E, quanto mais pernas femininas fotografo, mais encontro um tipo de poder que parece exclusivo das mulheres. Por isso as pernas masculinas não me interessam tanto.

Como as pessoas reagem quando você pede para fotografar as pernas delas?

STACEY BAKER - Quase sempre se mostram dispostas. Costumo tocar no ombro e explicar o projeto, mostrando as outras fotos de pernas no meu celular. E só publico as imagens que elas aprovam. O fato de não haver rostos as deixa à vontade para participar. Algumas preferem ficar anônimas, mas a maioria pede para ser marcada no Instagram.

Há comentários impiedosos lá...

STACEY BAKER - Depois que o Instagram apresentou a minha galeria (@stace_a_lace) no blog, o número de seguidores saltou para quase 20 mil e houve uma porção de críticas aos corpos das mulheres. Me senti mal. Como alguns homens e mulheres podem ser tão maldosos? Mas agora a maioria se refere às roupas. Dizem que é bom ver fotos de mulheres reais usando "moda real" e muitas parecem encontrar ali um tipo de autorização para se vestir do jeito que gosta.

E quais suas fotos favoritas do projeto?

STACEY BAKER - As que têm um toque de constrangimento ou insegurança. Eu me vejo nessas fotos...

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.