O que o mar emoldura

Mais uma favela carioca pacificada: desta vez é a Rocinha, na zona sul, com seus estimados 100 mil habitantes. De UPP em UPP, o Rio sai da trilha da degradação e retoma o curso de Cidade Maravilhosa? O arquiteto Sérgio Magalhães discute a integração morro-asfalto como parte de "um trabalho de ourivesaria urbanística". Aponta a persistência de uma falsa ideia - a de que as favelas desapareceriam do mapa com desenvolvimento econômico. "Cometemos esse erro de avaliação por um século", lamenta. Já o antropólogo Luiz Eduardo Soares alerta que as UPPs podem modernizar o tráfico: "Isso só não acontecerá se houver coragem para refundar as polícias".

O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2011 | 03h06

Págs. J4 e J5

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.