O que passou

EUA DEIXAM JUROS PERTO DE ZERONum conjunto inédito de decisões que representa uma guinada na política monetária dos EUA, o Federal Reserve reduz os juros para praticamente zero. O BC americano derruba a taxa básica de 1% e adota uma banda que varia de zero a 0,25%, no lugar de um valor pontual, como ocorre hoje. Esse é o nível do Fed Funds mais baixo desde 1954, quando o país adotou o atual sistema de definição de taxa básica. CUBA ENTRA NO GRUPO DO RIODurante a Cúpula da América Latina e Caribe, líderes de 18 países latino-americanos decidem incluir Cuba no Grupo do Rio, um canal para diplomacia entre os países da América Latina e do Caribe. A cúpula também assinou uma declaração especial que condena o embargo econômico imposto à ilha pelos Estados Unidos. Além disso, durante o encontro no Brasil, o líder Raúl Castro admitiu trocar dissidentes políticos encarcerados em Havana por cinco cubanos presos nos EUA acusados de espionagem. BRITÂNICOS DEIXAM IRAQUE EM 2009Em uma visita-surpresa a Bagdá, o primeiro-ministro da Inglaterra, Gordon Brown, anuncia a retirada de todas as tropas britânicas do Iraque até junho. Nos próximos cinco meses, as operações militares serão reduzidas e a maior parte dos 4.100 soldados deixará o país. O fim da ocupação pode dar força política a Brown. Espera-se que o premiê anuncie eleições parlamentares para o mesmo mês em que se encerra a presença britânica no Iraque.CONGRESSO CORTA R$ 4,8 BI DO PACO Congresso aprova o Orçamento Geral da União para 2009. São centenas de cortes que atingem principalmente a área social. O Programa de Aceleração do Crescimento perderá R$ 4,8 bilhões. As receitas para gastos caíram só R$ 200 milhões, mas os remanejamentos para projetos em emendas de parlamentares levam à inclusão de despesas de R$ 19,5 bilhões. CÂMARA AFASTA DEPUTADO INFIEL Mesmo após resistência, a Mesa da Câmara aprova, por unanimidade, a perda de mandato de Walter Brito Neto. Ele é o primeiro deputado federal cassado pela Justiça Eleitoral por infidelidade partidária. Brito Neto já tinha sido condenado em março deste ano pelo Tribunal Superior Eleitoral porque trocou o DEM pelo PRB em setembro do ano passado. CONDENADO MENTOR DE GENOCÍDIOO coronel Theoneste Bagosora, principal comandante militar de Ruanda durante o genocídio de 1994, é condenado a prisão perpétua por um tribunal da ONU. Segundo a sentença, ele usou sua posição no Ministério da Defesa para incentivar o Exército e a milícia hutu a matar a população da etnia tutsi, minoria no país, e os hutus "moderados". Bagosora foi considerado culpado pela morte da primeira-ministra Agathe Uwilingiyimana e dos soldados da ONU que faziam sua segurança.

O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2008 | 22h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.