O que passou

EUA LANÇAM PLANO DE US$ 1 TRILHÃO

O Estado de S.Paulo

29 de março de 2009 | 02h02

O governo americano divulga detalhes do plano de resgate para o sistema financeiro do país. Segundo o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, o objetivo do pacote é limpar os bancos, livrando-os de cerca de US$ 1 trilhão em ativos tóxicos. Hoje eles têm cerca de US$ 4 tri em papéis sem valor de mercado. A avaliação do governo é a que, com o tempo, tais ativos poderão ser revendidos. Apesar de ter sido visto com ceticismo por economistas, o plano foi bem recebido pelo mercado financeiro.

DESOCUPAÇÃO DE ARROZEIROS É FIXADA

O ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, fixa o dia 30 de abril como data-limite para a saída dos arrozeiros da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima. Na semana passada, foi determinado que a área deve ser ocupada somente por índios. A Polícia Federal e a Força Nacional estão na região para garantir a desocupação pacífica. A próxima colheita será feita pela União.

PF PRENDE MEMBROS DE EMPREITEIRA

A Operação Castelo de Areia, da PF, prende 10 pessoas acusadas de fraudes que teriam beneficiado a Construtora Camargo Corrêa. Quatro doleiros, quatro executivos e duas secretárias da diretoria da empreiteira foram presos. Segundo a PF, eles faziam parte de um esquema que manipulava licitações, superfaturava obras públicas, fazia remessa de dinheiro para paraísos fiscais e doações ilegais para políticos. Pelo menos sete partidos estariam envolvidos: PPS, PSB, PDT, DEM, PP, PMDB e PSDB. A operação também vasculhou 16 endereços, onde recolheu computadores, armas, documentos e pelo menos R$ 1 milhão em dinheiro vivo. A primeira etapa da investigação aponta que R$ 20 milhões teriam sido desviados.

ARGENTINA ADIANTA ELEIÇÃO PARA JUNHO

O Senado argentino aprova projeto de lei que antecipa para 28 de junho as eleições legislativas previstas inicialmente para 25 de outubro. Será renovada metade das cadeiras da Câmara e um terço das do Senado. A presidente Cristina Kirchner justificou a proposta sob a alegação de que o país precisa acabar com o clima de tensão política. Especialistas e opositores veem a medida como uma manobra para tentar garantir aos governistas um bom desempenho nas eleições.

STJ MANDA LIBERTAR ELIANA TRANCHESI

Após ter sido levada na manhã de quinta-feira ao Presídio do Carandiru, a dona da butique Daslu, Eliana Tranchesi (foto), é libertada graças a dois habeas corpus. A medida beneficiou demais condenados, entre eles seu irmão, Antonio Carlos Piva de Albuquerque, que também estava preso. Eliana foi condenada a 94 anos e seis meses de prisão sob a acusação de formação de quadrilha, contrabando e falsidade ideológica. A ação foi fruto da Operação Narciso, que apura esquemas de fraudes fiscais para a sonegação de impostos na importação e venda de artigos de luxo. A empresária passa por tratamento quimioterápico por causa de um câncer no pulmão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.