O que passou

FUMO EM LOCAIS FECHADOS É PROIBIDO

O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2009 | 23h37

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprova projeto de lei que bane o fumo em lugares fechados ou parcialmente fechados, públicos e privados, em todo o Estado. Será permitido fumar apenas em vias públicas, charutarias, cultos religiosos e residências. Pela proposta, até mesmo os fumódromos serão extintos. O texto segue para o governador José Serra, autor da proposta, que tem dez dias para sancioná-lo. Aprovada, a medida passa a valer após 90 dias. Os infratores não serão diretamente punidos, mas os recintos podem ser interditados. O Estado vai realizar campanhas educativas e oferecer tratamento para quem quiser deixar o vício.

TRIBUNAL MANDA PRENDER FAZENDEIRO

A Justiça do Pará anula o segundo julgamento do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, acusado de ser o mandante da morte da missionária Dorothy Stang. O Tribunal decretou um novo julgamento que deve ser realizado no segundo semestre. Bida se entregou à polícia. Essa é a segunda reviravolta do caso. Em 2007, ele foi condenado a 30 anos de prisão, mas foi solto ao ser beneficiado pela lei que proibia penas acima de 20 anos. Em 2008, no segundo julgamento, conseguiu absolvição.

PF FAZ BLITZ NO BANCO OPPORTUNITY

A Polícia Federal vasculha oito endereços do Opportunity, controlado pelo banqueiro Daniel Dantas, em mais um capítulo da Operação Satiagraha. O foco principal da blitz foi a sede do banco no Rio de Janeiro. A Justiça concedeu mandado específico para autorizar a inspeção das salas do setor jurídico da empresa. É a segunda vez, em duas semanas, que o juiz federal Fausto Martin De Sanctis ordena buscas.

EUA ACEITAM DIÁLOGO COM IRÃ

A Casa Branca anuncia que participará diretamente de um grupo de diálogo sobre o programa nuclear iraniano. Pela decisão, os EUA vão estar na mesa de negociações com diplomatas de outros quatro países membros do Conselho de Segurança da ONU e a Alemanha. O gesto é uma das mudanças em relação à política do ex-presidente George W. Bush, que não mantinha contatos próximos com o país. No dia seguinte ao anúncio, o Irã inaugurou sua primeira usina de combustível nuclear. A iniciativa pode reforçar o receio ocidental de que a república islâmica esteja desenvolvendo bombas sob o disfarce de um programa nuclear civil.

EVO DECLARA GREVE DE FOME

O presidente da Bolívia, Evo Morales (foto), inicia greve de fome para pressionar o Congresso a aprovar reforma eleitoral que permita realização de eleições em 6 de dezembro, nas quais concorrerá à reeleição e serão escolhidos 166 deputados. Evo tomou a decisão depois que congressistas de oposição abandonaram o Congresso durante a segunda votação da lei eleitoral. Eles criticam a lei por reservar 14 assentos para grupos indígenas, aliados do presidente. Além de 14 líderes sindicais e camponeses, outros mil militantes de movimentos sociais se uniram a Evo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.