O que passou

Corte de Honduras e TV são alvo de ataques

O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2009 | 00h12

A Suprema Corte de Justiça de Honduras e a emissora de TV Canal 10 foram alvo de bombas, na capital Tegucigalpa, poucos dias antes das eleições presidenciais hondurenhas, previstas para este domingo. Roberto Micheletti disse que os atentados têm intenção de criar um clima de terror para intimidar os eleitores a não votarem.

Carro flex terá IPI reduzido até março

O governo decide prolongar a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que venceria em janeiro, até o mês de março para os carros com motor à álcool e flex - considerados menos poluentes. Carros flex com até mil cilindradas terão IPI de 3% até 31 de março de 2010. Para os automóveis movidos a gasolina, o aumento do IPI de 11% para 13% ficou mantido para 1º de janeiro.

Chefe tribal filipino é preso por massacre

Andal Ampatuan Jr., chefe tribal muçulmano e herdeiro de um poderoso clã filipino, é preso acusado de mandar matar 57 opositores políticos que seguiam uma caravana eleitoral para apresentar a candidatura de um político rival, Esmael Mangudadatu, na segunda-feira (23). Segundo a ministra da Justiça, Agnès Davanadera, testemunhas relataram que policiais e soldados participaram do massacre. Cerca de cem suspeitos podem ser condenados pelo crime.

Polanski vai para prisão domiciliar

A Justiça suíça decide libertar o cineasta Roman Polanski (foto), de 76 anos, da prisão, a partir de segunda-feira (30), perante pagamento de fiança no valor de US$ 4,48 milhões. O diretor de O Bebê de Rosemary (1968) ficará em prisão domiciliar em seu chalé nos Alpes, enquanto aguarda pedido de extradição para os Estados Unidos, onde será sentenciado por ter mantido relações sexuais com uma menina de 13 anos em Los Angeles, depois de lhe dar drogas e álcool, em 1977.

Light será multada por apagões no Rio

O diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, disse que vai multar a empresa Light pelos mini-apagões que ocorreram no Rio de Janeiro, atingindo as zonas Norte e Oeste da cidade na última semana. A distribuidora alegou que os apagões foram resultado da elevação da temperatura: o consequente aumento da demanda fez com que os circuitos ficassem sobrecarregados.

Arruda é flagrado

distribuindo propina O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, é flagrado, por meio de escutas, orientando pagamento de propina para José Geraldo Maciel, Chefe da Casa Civil, Domingos Lamoglia, do Tribunal de Contas do DF, e o empresário Gilberto Lucena, da empresa Linknet. O esquema foi descoberto a partir da colocação de escutas sob a roupa do secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.