O que passou

TER. 11/5

O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2010 | 01h42

Câmara rejeita emendas do projeto Ficha Limpa

As emendas rejeitadas pela Câmara dos Deputados desfiguravam o texto-base do projeto de lei Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de políticos com condenação por crimes graves. Uma das emendas retirava do texto a inelegibilidade nos casos de corrupção eleitoral, compra de votos, doação ou uso ilícito de recursos de campanha e conduta proibida a agentes públicos em campanhas. Outra emenda tinha o objetivo de excluir os crimes contra o meio ambiente e a saúde pública daqueles que podem impedir a elegibilidade de um político. O projeto Ficha-Limpa, de iniciativa popular, ainda tem que ser votado pelo Senado. Se passar sem alterações, será enviado para sanção do presidente Lula, abrindo caminho para que as novas regras valham já nas eleições deste ano. Se modificado, volta para votação na Câmara.

QUA. 12/5

Novo ataque em escola na China deixa 9 mortos

Sete crianças e dois adultos são mortos a facadas em um ataque a uma escola na província chinesa de Shaanxi. Outras 11 pessoas ficaram feridas. Depois do ataque, Wu Huanming, de 48 anos, voltou para casa e cometeu suicídio. Esse foi o quinto ataque em escolas primárias no país em menos de dois meses. Os crimes já somam pelo menos 17 mortes e cerca de 100 feridos. Os agressores são sempre homens de meia-idade, armados com facas ou ferramentas, que agiram sozinhos. "Além de tomar poderosas medidas de segurança, também precisamos solucionar as razões por trás desse problema, incluindo tensões sociais, disputas e questões populares", disse o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao (foto) em seu primeiro pronunciamento público desde o início da onda de violência.

QUI. 13/5

Secretaria apresenta novo texto de direitos humanos

Depois de sofrer pressão de diversos setores da sociedade, o governo publica uma nova versão do Programa Nacional de Direitos Humanos. No novo texto desaparecem as expressões "repressão ditatorial" e "perseguidos políticos", que descontentavam os militares. Desaparece também o apoio à descriminalização do aborto e a proibição de ostentar símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União, dois tópicos criticados pela Igreja Católica. Os ruralistas obtiveram mudança na solução de conflitos agrários, que originalmente dava prioridade à audiência coletiva de sem-terra e envolvidos nos confrontos. Por fim, foi retirada também a possibilidade de punir meios de comunicação por violações aos direitos humanos.

Governo anuncia corte de R$ 10 bilhões do Orçamento

O governo anuncia uma redução de R$ 10 bilhões nos gastos federais. A medida visa a conter o superaquecimento da economia e o risco de inflação. O corte de R$ 10 bilhões, somado à redução de R$21,8 bilhões anunciada há dois meses, resulta numa economia correspondente a quase 1% do PIB, valor semelhante ao das despesas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os ministérios com mais gastos - Saúde e Desenvolvimento Social - estão a salvo de cortes. O terceiro mais custoso, o da Educação, que já teve corte de R$ 536 milhões em março, terá nova redução orçamentária. O Ministério das Cidades, responsável pelo programa Minha Casa, Minha Vida, também deve passar por cortes.

SEX. 14/5

Ônibus espacial Atlantis parte para sua missão final

O ônibus espacial Atlantis parte em sua última missão oficial. Seu objetivo é levar novas baterias e um novo aposento para a Estação Espacial Internacional. Quando retornar da viagem, que deve durar 12 dias, o Atlantis será o primeiro ônibus espacial aposentado, depois de 25 anos em atividade. Nos próximos meses, a Discovery e a Endeavour realizarão também suas missões finais e encerrarão o programa de ônibus espaciais da Nasa. A decisão, tomada durante o governo Bush, prevê a desativação de toda a frota espacial ainda em 2010.

Falso alarme de carro-bomba em NY

A Polícia de Nova York confirma que foi falso o alarme de carro-bomba que causou o esvaziamento de dois prédios no centro da cidade na madrugada de sexta-feira. A polícia recebeu uma denúncia anônima de que um carro estacionado entre a praça Union Square e a Rua 14 continha dois botijões de gás. Interrogado, o proprietário do veículo disse que usava o gás em trabalhos de jardinagem. Na quinta-feira, o FBI prendeu três suspeitos de participação no atentado frustrado do dia 1.º na Times Square.

Colonos judeus matam palestino na Cisjordânia

A polícia palestina afirma que o adolescente Aysar Zaben, de 16 anos, cujo corpo foi encontradoo na Cisjordânia ocupada, foi morto por colonos judeus por ter atirado pedras no carro deles. A polícia israelense disse que o incidente ainda estava sendo investigado e não estava claro como a morte ocorrera e quem eram os responsáveis. Foi a primeira morte no conflito árabe-israelense desde que Israel e palestinos iniciaram negociações indiretas no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.