O que passou

DOM. 16/10

O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2011 | 03h05

SIP critica abusos contra

a imprensa no Brasil

A Sociedade Interamericana de Imprensa pede às autoridades brasileiras "o máximo esforço e agilidade na investigação de assassinatos de jornalistas", para eliminar "o incentivo proporcionado pela impunidade". O apelo é parte de uma das 15 resoluções adotadas no encerramento da 67.ª Assembleia-Geral da entidade, que ocorreu no Peru, como reação às quatro mortes de jornalistas nos últimos seis meses no País. Outro item da resolução é dirigido ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e trata da censura judicial ao Estado. A entidade pede ao CNJ que adote "medidas para restabelecer a liberdade de imprensa e informação, violentadas pela decisão do Poder Judiciário, que segue impedindo por mais de dois anos que o jornal O Estado de S. Paulo possa publicar informações relacionadas à Operação Boi Barrica/Faktor, da Polícia Federal".

SEG. 17/10

Polícia encontra galpão

com 15 t de lixo hospitalar

A Polícia Civil arromba em Caruaru, a 130 km do Recife, um galpão repleto de material semelhante ao encontrado em dois contêineres interceptados na semana passada pela Receita Federal no Porto de Suape, Pernambuco. O galpão tem o mesmo nome fantasia - Império do Forro de Bolso - da empresa Na intimidade Ltda., investigada por importação de lixo hospitalar dos EUA, mas CNPJ diferente. São 15 t de lençóis sujos com as logomarcas de vários hospitais americanos, apreendidas num galpão de 1.200 m. Há indícios de pelo menos dois crimes: contrabando e uso de documento falso.

TER. 18/10

Bancários retornam

ao trabalho após greve

Depois de 21 dias de paralisação, assembleias de bancários realizadas em todo o Brasil decidem pelo fim da greve. A maioria dos funcionários aceitou a proposta feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste salarial de 9%. Os bancários conquistaram valorização do piso da categoria em 12% (4,3%de aumento real) e melhorias na participação nos lucros e resultados. O acordo estabelece uma regra de aviso prévio proporcional maior que o da nova legislação sobre o tema, que determina o pagamento de três dias adicionais a cada ano trabalhado. Para até cinco anos de trabalho, os bancários receberão 60 dias de aviso prévio; de 5 a 10 anos, 75 dias; de 10 a 20 anos; 90 dias; mais de 20 anos, 120 dias. O acordo garantiu que não será descontado nenhum dia dos grevistas, e sim compensados os dias parados no máximo até 15/12. Eventual saldo após esse período será anistiado.

Israelense é trocado

por palestinos

O cabo Gilad Shalit é solto pelo Hamas em troca da libertação de 1.027 prisioneiros palestinos. Na primeira leva, Israel liberou 477, dos quais 42 não tiveram concedido o direito de retornar aos territórios palestinos e receberam exílio na Síria, Turquia, Catar e Jordânia. O grupo que foi obrigado a partir para o exterior é formado pelos "militantes mais perigosos", segundo militares israelenses.

Cinzas de vulcão do Chile voltam a afetar voos

As cinzas do vulcão chileno Puyehue chegam ao Rio Grande do Sul e provocam o cancelamento de 42 voos no Aeroporto Salgado Filho. A nuvem foi visível em Porto Alegre e região metropolitana, na serra do nordeste e no litoral norte do Estado. Finas camadas de fuligem cobriram carros e casas em Canela, Gramado, Canoas, Osório e Xangri-Lá. A nuvem foi percebida também no litoral de Santa Catarina. Meteorologistas afirmam que desde 1993 não era registrada uma alteração climática tão significativa relacionada a um vulcão.

QUA. 19/10

Em Paris, Carla Bruni

dá à luz uma menina

A primeira-dama francesa, Carla Bruni, dá à luz uma menina, batizada de Giulia, em Paris. No momento do parto o pai e presidente francês, Nicolas Sarkozy, estava na Alemanha. Carla tem um filho de 10 anos, Aurélien, fruto da relação com um professor de filosofia. Sarkozy é pai de três rapazes: Pierre, de 26 anos, e Jean, de 25, com a primeira mulher, Marie-Dominique Culioli; e Louis, de 14, com a executiva Cécilia Ciganer-Albéniz.

QUI. 20/10

Grupo separatista ETA

abandona a luta armada

O grupo separatista basco ETA (Euskadi Ta Askatasuna, "Pátria Basca e Liberdade") anuncia que abandonou definitivamente a luta armada, segundo o jornal Gara, canal habitual dos comunicados do grupo. A ETA, que matou mais de 850 pessoas em seus 50 anos de história a favor de um País Basco independente, no norte da Espanha e sudoeste da França, estava enfraquecido pela repressão policial, com a detenção de vários de seus dirigentes mais importantes, e pelo aumento do apoio basco à saída política. A ETA também se encontrava havia vários meses sob pressão de seu braço político, o Batasuna, para anunciar o cessar-fogo.

SEX. 21/10

Obama anuncia fim

da guerra no Iraque

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia a retirada total dos militares americanos que combatem no Iraque até o fim do ano. A medida põe fim a quase nove anos de guerra. Obama afirmou que os dois países entraram numa "nova fase", que será "um relacionamento normal entre nações soberanas, uma parceria baseada em interesses e respeito mútuos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.