O que passou

SEG. 5/12

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h09

Penguin compra 45% da Companhia das Letras

O maior conglomerado editorial do mundo, Pearson, dono da Penguin, compra 45% da brasileira Companhia das Letras. Os outros 55% da empresa continuam nas mãos do fundador, Luiz Schwarcz, e da família Moreira Salles. O valor da transação não foi revelado. É a primeira vez que a empresa britânica, dona do jornal Financial Times e da revista The Economist, investe numa editora de livros não em inglês.

TER. 6/12

PIB estaciona

no 3º trimestre

O PIB no terceiro trimestre teve crescimento zero. Foi o pior resultado desde a queda de 1,5% no mesmo período de 2009. O consumo dos brasileiros desacelerou. Com isso, a indústria teve uma queda de 0,9% e os serviços recuaram 0,3%. O ministro da Fazendo, Guido Mantega, atribuiu o resultado do PIB à crise externa e às medidas adotadas pelo Executivo para desaquecer a economia e conter a inflação.

Diretório do PSDB no Acre foi grampeado pela PF

A Polícia Federal grampeou o comitê eleitoral do PSDB no Acre na campanha de 2010. As escutas revelam conversas do tucano Tião Bocalon, então candidato a governador, sobre a definição de agendas para a campanha. A PF disse que o telefone do diretório do Acre foi grampeado porque estava em nome da deputada Antônia Lúcia (PSC-AC), alvo de inquérito por fraude eleitoral e caixa 2, e aliada dos tucanos. O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, disse que vai pedir esclarecimentos sobre o grampo ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso. "É uma denúncia grave. A PF terá que esclarecer seu papel no episódio", reclamou Guerra.

Ataque mata 56 xiitas

no Afeganistão

Peregrinos muçulmanos celebravam o principal feriado do xiismo, a Ashura, numa mesquita em Cabul quando um homem vestindo um colete com explosivos se aproximou da multidão e detonou-se. A explosão matou 56 pessoas, no maior atentado no Afeganistão desde a queda do Taleban, em 2001. O presidente afegão, Hamid Karzai, disse ser a primeira vez, em uma data religiosa tão importante, que tal tipo de terrorismo teve lugar. Na cidade de Mazar-i-Sharif, norte do Afeganistão, um homem-bomba também se explodiu, matando quatro. Cresce o temor de que os ataques sejam o começo de uma onda de violência entre xiitas e sunitas.

QUA. 7/12

Dilma transfere obras

do PAC para a Casa Civil

A administração do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) sai do Ministério do Planejamento para a Casa Civil, comandada pela ministra Gleisi Hoffmann. A mudança foi exigida pela presidente Dilma Rousseff, insatisfeita com o ritmo das obras do PAC. Para Dilma, o programa é essencial para ajudar a aquecer a economia.

Plano contra crack prevê

internação involuntária

O governo lança um plano de combate ao uso de drogas que prevê, entre outras medidas, a internação involuntária de usuários e a instalação de 308 consultórios de rua em cidades com mais de 100 mil habitantes. O custo do programa será de R$ 4 bilhões até 2014. Para conter o tráfico de drogas, o governo pretende implementar um sistema de policiamento das cracolândias do Brasil com câmeras.

Fiscalização de agrotóxicos chegará a supermercados

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária passará a fiscalizar e autuar supermercados pela venda de produtos contaminados com agrotóxicos. A proposta é que a fiscalização tenha início em 2013. O Programa de Análise de Resíduos Agrotóxicos de Alimentos apontou, pelo terceiro ano consecutivo, o pimentão como o responsável pelo maior número de amostras contaminadas com excesso de agrotóxico. Em seguida vêm o morango, pepino e alface.

Putin acusa EUA de

incitarem protestos

O premiê da Rússia, Vladimir Putin, acusa Washington de estimular os protestos contra o governo russo. Segundo o premiê, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, incentivou os opositores ao denunciar irregularidades na eleição parlamentar de domingo. "Eles ouviram o sinal do Departamento de Estado americano e começaram a agir", disse Putin. Por três dias consecutivos, desde segunda, manifestantes foram às ruas de Moscou e de São Petersburgo para protestar contra irregularidades nas eleições. O partido de Putin, o Rússia Unida, obteve 238 das 450 cadeiras da Duma, o parlamento russo. Apesar de manter a maioria, o premiê perdeu 77 cadeiras.

SEX. 9/12

Negociação na Europa

avança sem Reino Unido

O Reino Unido permanece como o único dos 27 países da União Europeia a não concordar com as mudanças no tratado do bloco. Na madrugada, 23 países anunciaram que chegaram a um acordo para reforçar as regras fiscais, após mais de 10 horas de conversas em Bruxelas, na Bélgica. Os nove países da União Europeia que não adotam o euro como moeda disseram que estão prontos a se juntar aos 17 membros da zona do euro para esboçar um novo tratado intergovernamental para aprofundar a união fiscal e enfrentar a crise econômica. Só o Reino Unido foi contra a decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.