O que passou

SÁB. 2/6

O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2012 | 03h08

Mubarak é condenado à

prisão perpétua no Egito

O ex-presidente Hosni Mubarak é sentenciado à prisão perpétua, considerado responsável pela morte de 850 manifestantes na revolução egípcia de 2011, que provocou sua renúncia após três décadas no poder. Na prisão de Tora, no Cairo, o ex-ditador egípcio, de 84 anos, teve crises cardíacas e precisou de respiração artificial. Na quarta, os médicos recomendaram sua transferência para um hospital militar.

SEG. 4/6

Líder da Al-Qaeda é alvo de 'drone' no Paquistão

Tido como "número 2" da Al-Qaeda, o líbio Abu Yahya al-Libi é alvo de bombardeios de um drone (avião não tripulado) da CIA, no Paquistão. Autoridades americanas confirmaram a morte do militante líbio, um dos líderes da Al-Qaeda, ao lado do egípcio Ayman al-Zawahiri, desde a morte de Osama Bin Laden, em maio de 2011.

Justiça liberta Dadá,

aliado de Cachoeira

Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília concede habeas corpus ao ex-sargento da Aeronáutica Idalberto Matias de Araújo (foto), o Dadá, apontado como um dos arapongas do contraventor Carlinhos Cachoeira. Preso desde fevereiro, durante a Operação Monte Carlo da Polícia Federal, Dadá poderá responder ao processo em liberdade, mas terá de cumprir determinadas condições: comparecer a todos os atos processuais, não manter contato com outros suspeitos de envolvimento no esquema de Cachoeira e não sair de Brasília sem autorização judicial.

TER. 5/6

Dilma sanciona Lei

Geral da Copa

A presidente Dilma Rousseff aprova a Lei Geral da Copa, que determina regras para a realização da Copa das Confederações 2013 e da Copa do Mundo 2014. Foram vetados seis pontos. O mais polêmico diz respeito à meia-entrada, que será decidida pela legislação das cidades-sede: onde há lei para meia-entrada, o desconto no ingresso deverá ser respeitado nos jogos da Fifa.

QUA. 6/6

Filha de Niemeyer morre aos 82

Internada desde o início do mês, a galerista Anna Maria Niemeyer, de 82 anos, morre por complicações de um enfisema pulmonar no Hospital Samaritano, na zona sul no Rio. Única filha do arquiteto Oscar Niemeyer, de 104 anos, a designer foi uma das autoras do projeto do Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

Viúva confessa assassinato de diretor da Yoki

Elize Kitano Matsunaga (foto), de 38 anos, confessa ter assassinado e esquartejado o marido, Marcos Kitano Matsunaga, de 42 anos, diretor executivo da Yoki, que estava desaparecido desde o dia 20 de maio. Em depoimento à polícia, Elize contou que atirou na cabeça do marido após uma discussão por ciúmes, no apartamento do casal, na Vila Leopoldina, zona oeste da capital paulista. Depois desmembrou, ensacou e desovou o corpo em um terreno baldio em Cotia, na Grande São Paulo. Bacharel em direito e com conhecimentos de enfermagem, Elize disse que cometeu o crime sozinha, mas a polícia ainda investiga o possível envolvimento de um cúmplice. Presa temporariamente desde segunda-feira, Elize teve a prisão prorrogada por 15 dias após a confissão. Agora será indiciada por homicídio qualificado pelo crime passional, com diversas agravantes.

STF marca julgamento do mensalão para 1º de agosto

Em decisão unânime, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) marcam para 1º de agosto o início do julgamento dos 38 réus acusados no processo do mensalão pelo Ministério Público Federal, considerado o principal escândalo de corrupção deflagrado em 2005. No entanto, a data marcada só poderá ser cumprida se o revisor, Ricardo Lewandowski, liberar o processo da ação penal 470 para votação até o final deste mês. Entre 1º e 14 de agosto, o tribunal terá sessões de sustentações orais. No dia 15 começa a fase de deliberações dos ministros do Supremo. A expectativa é que o caso se estenda pelo mês de setembro e, se o cronograma for confirmado, o veredicto poderá sair às vésperas das eleições municipais, com primeiro turno no dia 7 de outubro. Proposto pelo ministro Celso de Mello, o calendário do julgamento possibilitaria a participação de dois ministros que estão prestes a se aposentar: Cezar Peluso e o presidente da corte, Carlos Ayres Britto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.