O que passou

DOM. 16/12

O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2012 | 02h08

Corinthians conquista seu 2º Mundial da Fifa

Em jogo histórico, o Corinthians vence o Chelsea por 1 a 0, no estádio Internacional de Yokohama, no Japão, conquistando o segundo título do Mundial de Clubes da Fifa. O peruano Paolo Guerrero fez o gol da vitória no campeão europeu aos 23 minutos do segundo tempo. Na terça, já de volta para casa, os jogadores desfilaram em carro aberto pelas ruas do centro de São Paulo e foram recebidos pelos fiéis torcedores corintianos (foto).

SEG. 17/12

Presidente tunisiano é apedrejado

O presidente de Tunísia, Moncef Marzouki, foi alvo de pedras e tomates de manifestantes durante discurso no centro da cidade de Sidi Buzid. Marzouki participava da comemoração do segundo aniversário das revoltas que detonaram a Primavera Árabe - as manifestações e protestos iniciados ali, no fim de 2010, levaram à renúncia ao poder do ditador Zine el Abidine Ben Ali. A data marca o aniversário da morte de Mohammed Bouazizi, que ateou fogo ao próprio corpo em dezembro de 2010, desencadeando as primeiras rebeliões. Enquanto era atacado, o presidente prometia justamente a formação de um novo governo no prazo de seis meses. Marzouki não ficou ferido. No fim do discurso, pediu paciência, dizendo que não tinha "varinha mágica" para reduzir o desemprego e os impactos da crise financeira.

TER. 18/12

CPI do Cachoeira termina sem indiciamentos

Após consumir oito meses de trabalho de parlamentares e assessores, a CPI aprova um breve relatório, sem indiciar suspeitos de integrar ou participar do esquema do contraventor Carlinhos Cachoeira, já condenado a quase 40 anos de prisão. A base aliada e a oposição fizeram acordo blindando investigações posteriores e recusaram o relatório de 5 mil páginas do relator Odair Cunha, que inicialmente queria indiciar mais de 40 pessoas. "É lamentável. As conclusões aqui são nada, um vazio, Uma pizza geral, lamentável", criticou o relator, no final da sessão.

QUA. 19/12

Justiça decide manter processos contra DSK

O ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn (foto) continua indiciado no caso do hotel Carlton de Lille, após o Tribunal de Douai, no norte da França, recusar o pedido de nulidade apresentado pela defesa. Pelas festas e orgias realizadas nesse hotel, desde março de 2011, DSK é acusado de negociar e explorar jovens prostitutas - a justiça francesa o considera suspeito do crime de proxenetismo. A defesa pretende apelar novamente. Entretanto, esse veredicto veio poucos dias após DSK ter selado um acordo financeiro e ver arquivado na Justiça americana o processo movido pela camareira guineense Nafissatou Diallo, que o acusou de tentar estuprá-la no hotel Sofitel de Nova York em maio de 2011.

QUI. 20/12

Governo anuncia concessão de Confins e Galeão

Parte do programa de investimentos nos aeroportos, o governo federal anuncia a concessão dos terminais do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais. A expectativa preliminar é arrecadar R$ 11,4 bilhões da iniciativa privada - R$ 6,6 bilhões para o Galeão e R$ 4,8 bilhões para Confins. Com os recursos, o governo pretende melhorar a infraestrutura dos dois aeroportos e estimular a formação e melhoria de companhias aéreas regionais, tornando o mercado nacional mais competitivo. O modelo de privatização dos aeroportos do Rio e Belo Horizonte será semelhante ao adotado no início de 2012 nos terminais de Cumbica (Guarulhos), Juscelino Kubitschek (Brasília) e Viracopos (Campinas). Segundo a Secretaria de Aviação Civil, o edital deverá ser publicado apenas em agosto de 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.