Outro 7 de Setembro

1.º/5

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2009 | 00h10

"O Brasil está se tornando um país importante, porque agora eu sou chamado para o G-8 e o G-20." O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala da relevância que o Brasil vem ganhando no cenário internacional durante as comemorações pelo início da produção da camada pré-sal de petróleo em águas ultraprofundas da Bacia de Santos. Na avaliação do presidente, o pré-sal é a "segunda independência do Brasil" e dará ao País maior respeitabilidade nas negociações multilaterais. Estima-se que a camada pré-sal possa abrigar algo próximo de 100 bilhões de boe (barris de óleo equivalente) em reservas, o que colocaria o Brasil entre os dez maiores produtores de petróleo do mundo.

Viva essa emoção

2/10

O Rio de Janeiro é eleito pelo Comitê Olímpico Internacional para sediar a Olimpíada de 2016. Com o slogan "Viva essa emoção", a candidatura brasileira desbancou as concorrentes Madri, Tóquio e Chicago. Esta será a primeira vez que os Jogos ocorrerão em um país da América Latina, colocando o País no mapa dos dois maiores eventos do esporte mundial num período de dois anos, já que o Brasil também será palco da Copa de Futebol de 2014.

Um país turbinado

12/11

O Brasil é capa da revista britânica The Economist, que destaca, em um especial de 14 páginas, a rápida recuperação econômica do País em meio à crise internacional. A revista elogiou a resposta dada pelo governo à crise, com impulso ao consumo interno, e diz que "em algum momento após 2014 é muito provável que o Brasil se torne a quinta maior economia do mundo, superando o Reino Unido e a França".

Emprego recorde

16/11

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados registra recorde na criação de postos formais em novembro, com 230.956 empregos. Para o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, "o Brasil foi o único país do G-20 que gerou mais de 1 milhão de empregos formais este ano".

O brasileiro vive mais

1.º/12

Estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que a expectativa de vida para homens e mulheres subiu, em média, três anos e dois meses em relação a 1998 e está em 69 anos para os homens e 76 para as mulheres. O IBGE detectou também queda de 30% na mortalidade infantil na última década: de 33,24 mortes por mil nascimentos em 1998 para 23,3 em 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.