Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Pais devem impedir os filhos de usar as 'pulseiras do sexo'?

Uma onda que já alcançou as escolas brasileiras

O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2009 | 03h02

A mais nova moda entre os alunos de ensino médio e fundamental é o jogo das "pulseirinhas do sexo". A brincadeira funciona assim: a menina usa várias pulseiras coloridas de silicone - amarelo é abraço, azul é sexo oral e assim por diante - e o menino arrebenta a pulseira que corresponde ao tipo de "carinho" que deseja receber. O jogo surgiu Reino Unido e já chegou ao Brasil, causando polêmica entre pais e professores que não sabem se proibir a as pulseiras é a melhor solução.

Resultado da enquete:

Sim> 76,2%

Não> 23,7 %

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.