Salve(-se) geral

Fernando Salla, do NEV-USP: "Pela duração e amplitude, esta crise na segurança pública é muito mais grave que a de 2006" Daniel Hirata e Vera Telles, sociólogos: "Todos são alvos passíveis da morte violenta, todos igualmente

O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2012 | 02h09

extermináveis" Renato Lima e Samira Bueno, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública: "Estruturas burocráticas

e arcaicas fazem com que policiais só sejam vistos como heróis quando assassinados" Enrique Peñalosa, historiador

e ex-prefeito de Bogotá: "Segurança também é urbanismo, mobilidade, cultura; é gente na rua"

EXCLUSIVOxPÁGS. J4, J5 e J6

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.